DESTAQUES

Notícias

Educadores dão aula de cidadania nas ruas neste 15 de maio

15 de Maio de 2019 11:34:00


Nesta quarta-feira (15), os educadores darão aulas nas ruas, esclarecendo à sociedade sobre a necessidade do apoio do povo brasileiro à luta em defesa da educação pública e do direito à aposentadoria. Juntos, professores do ensino fundamental, médio e superior, da educação privada e a estadual, resolveram, em greve, ir para as ruas, lutar em defesa da educação pública e contra a Reforma da Previdência.

Cortes nas verbas para Universidades e em programa educacional
Vários segmentos, em especial as entidades representativas dos estudantes, se unem nessa luta que levanta-se contra o corte de 30% nos recursos repassados às universidades e institutos federais, anunciadas pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub. Esses cortes “ comprometem de forma grave o funcionamento e das atividades das instituições, colocando em risco postos de trabalho, vagas de estudantes, desenvolvimento e pesquisa científica de todo o estado, já que a Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig) também foi atingida com os cortes orçamentários”, alerta o Sind-UTE/MG, um dos organizadores da greve.

O sindicato também alerta para o fato de, no âmbito estadual, a Reforma Administrativa de Zema também haver causado forte prejuízo à educação. O sindicato denuncia o corte de 80 mil vagas do programa Escola de Tempo Integral e a extinção de 9 mil postos de trabalhos, fato que além de prejudicar a continuidade do projeto pedagógico das escolas, causa desequilíbrio na organização familiar dos pais que precisam do programa para trabalharem.

Reforma da Previdência
A luta também envolve esclarecer à sociedade sobre o falso argumento do governo federal de que e Reforma da Previdência (PEC 06/2019)  vai equilibrar as contas públicas e reativar a economia.

O Sinpro Minas - Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais, também organizador da greve, denuncia que a Reforma, na verdade, “reduz significativamente o valor das aposentadorias (em mais de 40%, conforme cálculos já elaborados por economistas e especialistas), dificulta o acesso ao sistema previdenciário, acaba com a obrigatoriedade de reajuste dos benefícios e provoca outros graves prejuízos.”

Denuncia ainda a intenção por trás da PEC da Reforma da Previdência, de “privatizar a Previdência Social e extinguir o modelo existente hoje, que representa o maior programa de distribuição de renda no país.”

O SERJUSMIG também está, desde o início, na luta contra a Reforma da Previdência. Essa luta que se iniciou ainda em 2016, com a distribuição de uma proposta de Reforma extremamente prejudicial à classe trabalhadora, pelo então presidente, Michel Temer. Aquela PEC, com a mobilização da classe trabalhadora, lideradas pelas entidades sindicais, não foi adiante. Mas agora, a proposta que se mostra ainda mais prejudicial, encaminhada pelo atual governo, Bolsonaro, precisa sofrer a mesma reação.

Uma campanha, ainda mais intensa do que a colocada nas ruas em 2016 a 2018 pelo SERJUSMIG foi iniciada ontem, e envolverá vários veículos de comunicação e diversos tipo de materiais publicitários.

Juntos, vamos derrotar essa proposta que acaba com a Previdência Social!

Veja abaixo um calendário divulgado pelo Sind-UTE/MG:

Em BH a concentração se iniciou às 09h30 da manhã de hoje, na Praça da Estação.

Uberlândia

Em Uberlândia, será realizado um ato ato público regional, com a presença de representantes dos municípios: Uberlândia, Uberaba, Ituiutaba, Patos de Minas, Capinópolis, Santa Vitória, Tupaciguara, Araguari e Araxá.

O ato acontecerá no dia 15/05, às 15h, na Praça Tubal Vilela .

Ibirité

Em Ibirité, será realizada uma assembleia na Praça do Fórum para debater sobre plano de carreira, férias-prêmio e a construção da pauta de reivindicações. A assembleia acontecerá às 8h30. No período da tarde, às 13h, um ônibus sairá da porta do Sind-UTE/MG do município (à Rua João Carvalho Drumond, 145 – Vila Nova Esperança) rumo ao debate sobre a Reforma da Previdência na UFMG, em Belo Horizonte, promovido também pelo Sindicato.

Ubá

A Subsede de Ubá convoca a todos/as para participarem da atividade do dia 15, que acontece na Praça Armando Bigonha (ao lado do Banco do Brasil), às 17h.

Muriaé

O ato no município de Muriaé acontece na Praça do trabalhador – Barra, às 16h.

Unaí

A atividade do dia 15 de maio, no município de Unaí, acontece na Praça da Matriz, a partir das 8h.

Caxambu

Em Caxambu, a defesa da educação pública e do direito à aposentadoria, neste dia 15 de maio, acontece na Praça XVI de Setembro, às 10h.

Janaúba

Em Janaúba, o ato regional acontece na Praça do Cristo, a partir das 7h30.

Cataguases

Em Cataguases, a atividade do dia 15 contará com panfletagem, aula pública e passeata, pautadas na luta contra a Reforma da Previdência, redução da Educação Integral e cortes nos recursos das universidades e escolas técnicas federais. As ações acontecem na Praça Chácara Catarina, a partir das 9h.

Montes Claros

O ato no município de Montes Claros acontece na Praça do Automóvel Clube, às 16h do dia 15.

Viçosa

Em Viçosa, a Greve Nacional da Educação neste 15 de maio acontece nas Quatro Pilastras, a partir das 7h30. Em defesa da educação e ciência públicas, pela liberdade de aprender e ensinar e contra a Reforma da Previdência!

Diamantina

Em Diamantina, o ato acontece no Largo Dom João, às 15h.

Governador Valadares

A Greve Nacional da Educação terá ato em Governador Valadares. A manifestação acontece na Praça dos Imigrantes (praça do shopping), a partir das 8h.

Veja aqui os atos por estado

Foto: Leandro Courl / Estado de Minas


<<< VOLTAR

Confira também:







SERJUSMIG :: Rua Guajajaras, 1984 - Barro Preto - CEP 30180-109 - Telefone: (31) 3025-3500 - Fax: (31) 3025-3521
Design por: Interlig
Desenvolvido por: Masterix Sistemas