DESTAQUES

Notícias

'Febre baixou para 40º', diz Zema

11 de Junho de 2019 12:50:55


Apesar de os servidores mineiros receberem os salários de forma parcelada há mais de dois anos devido às dificuldades financeiras enfrentadas pelo Estado, o governador Romeu Zema (Novo) divulgou um vídeo neste sábado (8), em suas redes sociais, no qual diz que a situação atual do funcionalismo público é diferente de um ano atrás. O chefe do Executivo estadual reconheceu que o cenário ainda é grave, mas apontou que há melhoras e comparou esse desempenho a uma febre. “Minas ainda está doente. A febre, que era de 41º, baixou para 40º, mas nós estamos na direção certa”, disse.

“Há um ano atrás, o funcionalismo público de Minas não sabia que dia ia receber o salário. Os prefeitos não recebiam os repasses constitucionais integralmente. Hoje, a situação mudou. O funcionário público já sabe em que dia vai receber”, disse. Desde que assumiu o governo, o gestor divulga todos os meses a escala de pagamento. Os salários costumam ser quitados em duas parcelas, sendo a primeira entre os dias 10 e 15 de cada mês, e a segunda após o dia 20.

Sobre os repasses constitucionais para os municípios, o governo firmou, em abril, um acordo com a Associação Mineira de Municípios (AMM) para quitar parte do débito do governo. Zema prometeu que os repasses atrasados de ICMS, IPVA e Fundeb referentes a janeiro deste ano, que totalizam R$ 1 bilhão, serão pagos em três parcelas, a partir do ano que vem.

Com relação aos R$ 6 bilhões devidos pela gestão do ex-governador Fernando Pimentel (PT), Zema comprometeu-se a liquidar o valor em 30 parcelas, a partir de abril de 2020. O acordo levou em consideração apenas os repasses constitucionais e ainda não houve definição sobre como o estado vai pagar os R$ 6,3 bilhões referentes aos convênios na área de saúde, ao piso assistencial e às multas de trânsito.

No vídeo, o governador falou também sobre a criminalidade e a criação de empregos. “Estamos com os menores índices de criminalidade e as maiores criações de emprego dos últimos anos”, disse, sem citar números.

De acordo com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), houve redução na criminalidade em janeiro. Os números mostraram que 10 dos 12 tipos de crimes acompanhados pela pasta apresentaram redução, com destaque para os roubos, que sofreram queda de 32%.

No que diz respeito à empregabilidade, dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostraram que, em abril, Minas registrou o segundo maior saldo de geração de empregos do Brasil, com a criação de 22.345 mil novas vagas.

13º também é citado em vídeo

No vídeo divulgado neste sábado, o governador Romeu Zema (Novo) também ressaltou que o Estado está pagando o 13º referente a 2018. Assim como acontece com os salários, a bonificação extra está sendo quitada de forma gradual. Ao todo, serão 11 parcelas, das quais quatro já foram quitadas.

Na última segunda-feira, o governo divulgou a escala de pagamento dos salários e informou que a quinta parcela do 13º, no valor de R$ 400, será antecipada para o dia 19.

Quanto ao salário, a primeira parcela será paga na próxima quarta-feira, e a segunda no dia 24. Nesta semana, serão depositados até R$ 3.000 para servidores da segurança pública e da saúde. Para os demais, serão pagos R$ 2.000.

Sávio Gabriel / Foto: Cristiane Mattos - 5.6.2019
Fonte: O Tempo


<<< VOLTAR

Confira também:







SERJUSMIG :: Rua Guajajaras, 1984 - Barro Preto - CEP 30180-109 - Telefone: (31) 3025-3500 - Fax: (31) 3025-3521
Design por: Interlig
Desenvolvido por: Masterix Sistemas