DESTAQUES

Notícias

Comunicação sindical contra retrocessos - SERJUSMIG participa de VII Encontro da Fenajud

13 de Janeiro de 2020 16:10:50


“É necessário investir na comunicação sindical contra os retrocessos” - Fala da jornalista e professora Najla Passos foi dita durante o VII Encontro Nacional de Comunicação da Fenajud. Atividade aconteceu nos dias 09 e 10 de janeiro, em Brasília (DF), e reuniu entidades filiadas para debater quais medidas poderão ser adotadas em 2020 para impedir a retirada de direitos e garantir novas conquistas. SERJUSMIG esteve presente, representado pelo seu vice-presidente Eduardo Couto.

Fazer os trabalhadores e trabalhadoras enxergarem que o sindicato é de extrema importância para garantir novas conquistas e impedir a retirada de direitos, é um verdadeiro desafio. Diante disso, a Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário nos Estados (Fenajud) realizou o VII Encontro Nacional de Comunicação, nos dias 09 e 10 de janeiro em Brasília (DF), para tratar sobre as ações que serão realizadas durante o ano de 2020. Entre os temas estava as formas de mobilização on line, por meio do uso das redes sociais, site e comunicação colaborativa, bem como as campanhas nacionais a serem produzidas pela Fenajud em parceria com as entidades filiadas.

A abertura do Encontro foi realizado pela coordenadora da pasta, Adriana Pondé, que falou da importância da participação das entidades na atividade. “A Fenajud realiza o Encontro de Comunicação logo no início do ano para planejar e organizar as ações que serão realizadas no decorrer do ano. A presença das entidades se faz necessária, pois a Fenajud quer ouvir o que os sindicatos precisam, quais as principais reivindicações e como podemos trabalhar esse conteúdo. Conseguimos avaliar que não será um ano fácil, com muitas lutas, mas será mais fácil com a colaboração das entidades de base, nossos sindicatos. Mas sabemos que, com a ajuda de todos e todas, podemos conseguir resultados positivos”.

A jornalista e professora Najla Passos, do Núcleo Piratininga de Comunicação, tratou no primeiro momento sobre Mídias sociais e suas ferramentas – como e para que usar serviços de compartilhamento de vídeos, fotos, áudios, textos, entre outras mídias. Em seguida falou sobre as redes sociais e sua mobilização virtual – como tornar viral um conteúdo, mobilização pelas redes, campanhas. Sobre isso Najla disse que “a comunicação sindical se propõe, de fato, disputar a hegemonia, precisa falar com milhões. E, falar com milhões hoje, especialmente no Brasil, passa necessariamente pelas redes sociais”.

Na parte da tarde o debate girou em torno da “Cobertura colaborativa de atividades – Transmissão ao vivo em áudio e vídeo, hotsite e ação especial no Facebook”. Outro ponto levantado pela professora foi sobre o “Site como integrador da presença digital – A importância do website para a difusão, organização e registro histórico dos movimentos sociais”. Quanto a isso, a professora ressaltou que “os vídeos estão cada vez mais usados nas redes sociais preferidas pelos usuários. Em um país de tradições culturais como as do Brasil, podem ser fundamental para a disputa de hegemonia. Atualmente 66% dos brasileiros usam redes sociais, sendo que 61% o fazem pelo celular. Portanto, faça vídeos para serem rodados em smartphones: mais leves, mais rápidos e que possam ser compreendidos mesmo sem o uso do áudio, incluam legendas, dados, imagens que falem por si”.

Ao final das palestras a jornalista abriu espaço para perguntas e respondeu a todos os questionamentos das entidades. Najla ressaltou que “É necessário investir na comunicação sindical contra os retrocessos. A comunicação sindical precisa investir em novas tecnologias, precisa estar integradas e promover a comunicação colaborativa. É necessário furar a bolha, levar o conteúdo para aqueles que não conhecessem, só assim será possível promover a mobilização de forma eficaz”, disse.

Campanhas conjuntas

O segundo dia ficou por conta da construção do planejamento de comunicação integrado de 2020. Na primeira parte do dia, os sindicatos falaram sobre a participação nas campanhas nacionais apresentadas pela Fenajud. Os dirigentes e membros das equipes avaliaram de forma positiva o que tem sido feito pela Entidade e pontuaram aspectos que podem ser implementados este ano.

No segundo momento a equipe de comunicação da Fenajud apresentou a campanha Nacional de valorização do serviço público “Plano Mais Brasil – A Destruição disfarçada de avanço”, a ser realizada por Federações que integram o Fórum das Federações – composta por onze entidades, e seus sindicatos de base. A expectativa é que o material seja lançado no dia 5 de fevereiro deste ano, em todas as regiões do país.

Na última etapa do evento a Federação e os sindicatos de base construíram o projeto unificado de ações para 2020, entre as campanhas previstas estão: campanha de valorização do(a) trabalhador(a) do serviço público específica para o judiciário estadual; campanha de filiação nacional simultânea; além de campanhas promocionais e específicas.

Fonte: Fenajud


<<< VOLTAR

Confira também:







SERJUSMIG :: Rua Guajajaras, 1984 - Barro Preto - CEP 30180-109 - Telefone: (31) 3025-3500 - Fax: (31) 3025-3521
Design por: Interlig
Desenvolvido por: Masterix Sistemas