DESTAQUES

Notícias

Em Ato Público, Servidores de diversas categorias lotam a Câmara dos Deputados

13 de Fevereiro de 2020 11:06:44


“Nós não somos parasitas!” Impulsionados por esse coro, centenas de trabalhadores do serviço público, representantes de dezenas de categorias, lotaram o auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados, em Brasília, nesta quarta, 12. O ato público é uma das ações organizadas pela Frente Parlamentar Mista do Serviço Público, que foi relançada este ano para combater os frequentes ataques e as ameaças do governo aos servidores. O SERJUSMIG, que integra a Frente, esteve presente, representado por seus diretores Eduardo Couto e Willer Ferreira.

O dia foi intenso e com várias atividades políticas e de formação. Pela manhã, houve ato político, que contou com a presença de dezenas de deputados. Uma das coordenadoras da Frente Parlamentar, a deputada federal Alice Portugal (PCdoB/BA), reforçou, em sua fala, que o momento é de união. A deputada criticou a intenção do governo de acelerar a tramitação da Reforma Administrativa, reiterando que a intenção da Frente é colocar os servidores e a sociedade no centro da discussão. “Nenhuma reforma administrativa pode ser tratada no Brasil sem discutir com quem toca o Estado brasileiro, que são os servidores públicos. Nós não vamos permitir e vamos insistir que qualquer reforma passe pelo processo de debate com os servidores”, frisou.

Na parte da tarde, houve a realização do Seminário Reforma Administrativa: Desmonte do Estado como Projeto, que trouxe especialistas para discutir temas como: Mitos e Verdades sobre o Funcionalismo Público; A Privatização das Finanças Públicas no Brasil e Privatizações e Desnacionalização da Economia Brasileira. Você pode conferir todas as palestras na íntegra, aqui.

Críticas ao governo e suas Reformas

Os 37 parlamentares presentes ao evento se revezaram na tribuna para criticar não só a fala do ministro Paulo Guedes, que comparou servidores a parasitas, como também para alertar sobre os riscos do Plano Mais Brasil. Uma das três propostas de emenda à constituição constates do Plano, a PEC Emergencial (186/19), entre outras medidas, pode reduzir a jornada e os salários dos Servidores em até 25%. “Há um discurso institucional que vem sendo legitimado, que visa destruir a imagem do servidor público perante a sociedade. Isso é um grande absurdo, pois é o trabalhador do serviço público que é responsável pelo andamento de serviços essenciais à sociedade, como saúde, educação e segurança. É ofensivo e inaceitável sermos constantemente massacrados e desvalorizados por esse governo”, pontua Eduardo Couto.

Em relação à fala do ministro Guedes, o SERJUSMIG publicou uma nota de repúdio, em conjunto com a FENAJUD.

Greve geral e reunião com Rodrigo Maia estão entre as próximas ações da Frente 

Assim como aconteceu no evento realizado em janeiro, a Frente Parlamentar já tem várias ações previstas para os próximos dias. Confira:
- Moção de apoio à greve dos petroleiros;
- Reunião das lideranças partidárias e presidentes e coordenadores das centrais com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) para tratar de todos os projetos e reformas que, caso aprovados, irão prejudicar o serviço público;
- Mobilização de todas as entidades e suas bases para a Greve Geral marcada para o dia 18/3.

O SERJUSMIG reforça seu compromisso e atuação constante nessa luta e sugere a todos os servidores da sua base que se aprofundem na questão, que é bastante séria e representa riscos reais à categoria. 

Assista aqui a um vídeo sobre o tema, de palestra realizada no XXI Encontro de Delegados do SERJUSMIG.

Confira aqui todas as fotos do evento.


<<< VOLTAR

Confira também:







SERJUSMIG :: Rua Guajajaras, 1984 - Barro Preto - CEP 30180-109 - Telefone: (31) 3025-3500 - Fax: (31) 3025-3521
Design por: Interlig
Desenvolvido por: Masterix Sistemas