DESTAQUES

Notícias

Servidor Público: Bode expiatório da vez

03 de Março de 2020 11:07:25


Parte fundamental da história, crescimento e desenvolvimento do Brasil, o Servidor Público tem sido injustamente desrespeitado e atacado nos últimos períodos. Para alguns governantes, os salários e custos da estrutura do serviço público têm sido apontados como responsáveis por uma alegada crise financeira, alardeando a sociedade contra o trabalhador público. Já fomos chamados de “marajás”, “vagabundos” e até “parasitas”.

A ideia de uma ‘profunda crise financeira’ no Brasil causada pelos Servidores Públicos é construída com a finalidade de ganhar o apoio da sociedade para a entrega do patrimônio público ao mercado privado, pagamento da dívida pública sequer auditada e retirada cada vez maior dos direitos dos Servidores e da população, com a aprovação de PECs e Reformas criminosas. 

O SERJUSMIG rejeita qualquer tentativa de taxar a categoria como privilegiada. Não somos os culpados pela má administração e não vamos permitir que nossos direitos sejam retirados em favor de enriquecer banqueiros ou de favorecer a uma minoria já privilegiada da sociedade.

Não seremos o bode expiatório da vez. Não somos “parasitas”! Exigimos respeito!

Acesse aqui o vídeo da Frente Parlamentar Mista do Serviço Público, sobre como a Reforma Administrativa do governo federal ataca os Servidores e o serviço público.  


<<< VOLTAR

Confira também:







SERJUSMIG :: Rua Guajajaras, 1984 - Barro Preto - CEP 30180-109 - Telefone: (31) 3025-3500 - Fax: (31) 3025-3521
Design por: Interlig
Desenvolvido por: Masterix Sistemas