DESTAQUES

Notícias

“Bancada do livro” reúne candidatos mineiros em defesa da educação

16 de Outubro de 2020 17:19:25


Aumentar a representatividade dos trabalhadores em educação nas Câmaras de Vereadores de Minas Gerais é o objetivo principal da “bancada do livro”, coletivo de professores que são candidatos nas eleições municipais deste ano.

A iniciativa surgiu, segundo Raul Marcos Pereira de Oliveira, do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE), da avaliação de que a categoria está fora dos espaços de decisão e que muitos vereadores desconhecem ou são contra as pautas de valorização da educação pública.

“As candidaturas estão pleiteando que os trabalhadores sejam ouvidos, porque nós conhecemos o chão da escola, conhecemos muito bem as nossas necessidades. Infelizmente, não adianta nada a gente fazer greve e votar em pessoas que não defendem a educação”, avalia. 

“Bancada do livro” conta com mais de 100 candidatos em todas as regiões do estado

Raul relata que a “bancada do livro” conta com mais de 100 candidatos em todas as regiões do estado. Em Goiás, São Paulo e Rio de Janeiro também existem ações parecidas.

A deputada estadual Beatriz Cerqueira (PT), que também é presidenta da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, ressaltou no lançamento das pré-candidaturas pela internet, que a iniciativa é ousada no enfrentamento aos retrocessos nos direitos sociais.

“Estamos compreendendo, cada vez mais, que o espaço da política decide a nossa vida e que esse espaço não pode decidir a nossa vida sem a nossa presença. Representatividade importa. E a política é o lugar para o bem comum, para a coletividade, não para a política de morte que temos enfrentado no estado e no Brasil. Mas a gente só altera a política, quando a gente participa”, disse.

De acordo com os dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ao todo são 75.704 candidatos a vereadores nos 853 municípios de Minas Gerais. Desses, são 1197 professores de Ensino Fundamental e 963 professores do Ensino Médio.

Candidatas

A Professora Carla é candidata à vereadora pelo PT em Esmeraldas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Ela faz parte da “bancada do livro” e defende que a educação seja representada por lideranças que já fazem a luta coletiva.

“Muitos de nós votamos na representatividade do outro. E na hora que a gente precisa aprovar nossos projetos, que vão valorizar a educação pública de qualidade, os profissionais da educação, a classe trabalhadora que é a que é atendida pela escola pública, não conseguimos”, aponta.

É importante elegermos professores comprometidos com a escola pública. Não se trata de eleger qualquer professor

Na mesma linha, a candidata à vereadora em Brumadinho (RMBH) professora Celeste, também pelo PT, afirma que a “bancada do livro” reúne sindicalistas que se colocaram à disposição para compor os parlamentos e defender a educação pública.

“É importante a gente eleger professores comprometidos com a luta do dia a dia, por uma escola pública e de qualidade, por melhores salários, por condições dignas de trabalho. Não se trata de eleger qualquer professor, mas aquele que é comprometido com a categoria”.

Fonte: Brasil de Fato / Foto: Fabiana Reinholz


<<< VOLTAR

Confira também:







SERJUSMIG :: Rua Guajajaras, 1984 - Barro Preto - CEP 30180-109 - Telefone: (31) 3025-3500 - Fax: (31) 3025-3521
Design por: Interlig
Desenvolvido por: Masterix Sistemas