DESTAQUES

Notícias

“Reforma estrutural não pode ser feita no improviso”, diz vice-presidente da Câmara

09 de Abril de 2021 18:32:41


Fala do parlamentar foi dita durante reunião virtual da Frente Parlamentar Mista do Serviço Público nesta quinta (08). Debate reforçou mobilizações contra a Reforma Administrativa e a busca de diálogo com parlamentares para manutenção dos direitos.

A Fenajud (Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário nos Estados) participou de uma nova reunião com a Frente Parlamentar Mista do Serviço Público, nesta quinta-feira (08). A atividade, que reuniu quase cem participantes, contou com a presença do 1º vice-presidente da Câmara Federal, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), em agenda sobre a Reforma Administrativa. Pela Fenajud participaram os coordenadores, Sandra Silvestrini, Climeni Rodrigues, Marco Velleda e Guilherme Peres, além de sindicatos de base.

O deputado Rogerio Correia (PT-MG), que é um dos coordenadores da Frente, abriu espaço para que as entidades sindicais se posicionassem sobre o tema. Os dirigentes comentaram sobre as perdas e sobre o serviço público, que tem sofrido ataques constantes do governo, a exemplo da PEC 186, que foi aprovada de forma avassaladora. Agora estão sob novas ameaças com a reforma administrativa.

O deputado Rogério ressaltou ainda durante sua fala que “o momento agora é de salvar vidas e a PEC 32 prejudica aqueles que efetivamente atendem à sociedade neste momento tão difícil para todos os brasileiros e brasileiras, os servidores e as servidoras, que estão sofrendo com a pandemia da Covid-19 no Brasil”.

Em seguida foi a vez do deputado Marcelo Ramos falar sobre o andamento da proposta e a importância de ouvir as entidades representativas. “A PEC 32 é um tema importante, que exige um diálogo extenso e o momento não é o mais adequado. É preciso superar essa grave crise. Reforma estrutural não pode ser feita de improviso”, disse.

Marcelo enfatizou que “uma reforma estruturante sem possibilidade de debate não parecer ser o mais adequado. Precisamos de um ambiente melhor para que haja a discussão. Me disponho a dialogar com o presidente da Casa e com o deputado Darci de Matos. Vou procurar estabelecer uma ponte de diálogo com o presidente. Um esforço de aguardar, para que esse debate aconteça num momento adequado”.

A Frente Parlamentar Mista do Serviço Público tem se reunido semanalmente para debater as estratégias contra a reforma. E a Fenajud tem participado dos debates para construção da luta, além de atuação nos twittaços, que é mais uma forma de pressionar o governo e também os parlamentares favoráveis à proposta.

 

A Frente

Criado em 2007, o grupo é atualmente formado por 21 senadores e 255 deputados e deputadas federais e 60 entidades representativas que atuam em prol do fortalecimento do serviço público em todas as esferas de governo.

O colegiado é coordenado pelos senadores Paulo Paim (PT-RS) e Zenaide Maia (PROS-RN), e pelos deputados federais Alice Portugal (PCdoB-BA), Danilo Cabral (PSB-PE), Paulo Ramos (PDT-RJ) e Rogério Correia (PT-MG).

 

Fonte: Fenajud


<<< VOLTAR

Confira também:







SERJUSMIG :: Rua Guajajaras, 1984 - Barro Preto - CEP 30180-109 - Telefone: (31) 3025-3500 - Fax: (31) 3025-3521
Design por: Interlig
Desenvolvido por: Masterix Sistemas